Nenhuma notificação.

Buscar Imóveis

Ex.: Luzia Residence, Torres do Garcia...

Busca avançada

Preencha também os campos abaixo:

Quartos
Cidade
Estágio da obra

ILBJ completa 14 anos de oportunidades a jovens e adolescentes

Possibilitar a infoinclusão social de jovens e adolescentes sergipanos através de atividades socioeducativas que os preparem para o mundo do trabalho e exercício pleno da cidadania. Esse era o sonho do jovem empresário Luciano Barreto Júnior que, mesmo sem poder ver seu sonho se tornar realidade, motivou sua família a criar no dia do seu aniversário, 23 de janeiro, o Instituto Luciano Barreto Júnior (ILBJ) que está completando nesta segunda-feira 14 anos de ações sociais voltadas à sociedade sergipana.

O projeto já formou cerca de 12 mil alunos e entre eles está a jovem Maria Caroline Santos de Jesus, ex-aluna do ILBJ, que diz ter passado por uma mudança muito importante em sua vida no período em que esteve no instituto. “Quando passei no processo seletivo, em 2009, eu estava em uma fase de adaptação ao mundo e com 2 meses de curso eu já era outra pessoa. Eles usam metodologias que não só facilitam a aprendizagem como transformam o indivíduo.  A sensação de crescimento e de bem-estar no ILBJ era tanta que em casa eu só falava disso. Tanto que minha mãe fez questão de inscrever o meu irmão também. Foi um ano impar na minha vida e agradeço ao instituto por tudo que fez por mim”, declarou a jovem que hoje é formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Assim como Maria Caroline, muitos outros jovens também tiveram suas vidas mudadas graças aos projetos do Instituto, como o jovem Gleilson Barbosa Lima que frequentou o ILBJ no momento que considerou ser uma fase de transição. “O ILBJ aconteceu em uma época de pressão por ser um momento transitório, pois aos 18 anos surge a necessidade de trabalhar e ter uma renda. Sou de família grande e de baixa renda, estudar lá me ensinou a ver o mundo com outros olhos. Hoje estou sempre em evolução, mas nunca esqueço do passo marcante que vivi no Instituto Luciano Barreto Júnior e por isso sou muito grato”, contou Gleilson, que participou da formatura de 2011 e hoje é Técnico em Eletrônica pelo Instituto Federal de Sergipe (IFS).

Ao ter conhecimento desses depoimentos, Maria Celi Barreto, presidente do ILBJ, falou sobre o sentimento de saber que o sonho do filho é hoje a oportunidade que muitos jovens encontram para uma mudança de vida. “A ideia do instituto foi através de um sonho que o Luciano Júnior teve em ajudar a comunidade com uma escola de informática atrás da Celi. Ele não pode fazer, mas nós pais assumimos esse compromisso. Hoje, nós ficamos muito entusiasmados quando encontramos os jovens que já passaram pelo instituto e encontraram um caminho na vida. Essa é a nossa grande recompensa. Saber que esse trabalho está surtindo efeito. É um projeto de amor que continuará existindo com as próximas gerações”, relatou Maria Celi.

Conectando com a Vida 2017

Desde sua fundação em 2003, a instituição sem fins lucrativos é responsabilidade social da Construtora Celi que mantem o projeto até hoje apenas com recursos próprios. O instituto atua especificamente na área socioeducativa como forma de preparação para o trabalho e cidadania dos jovens através do seu projeto âncora, o “Conectando com a Vida”. Os jovens que passaram pelo processo seletivo e foram convocados terão suas aulas iniciadas no dia 6 de fevereiro.

O instituto atende alunos de 14 a 24 anos da rede pública e desenvolve competências fundamentais para o mundo do trabalho e para o exercício da cidadania. Informática, Cidadania e Trabalho, Matemática, Português e Artes-educação, são algumas das ações realizadas por este projeto que tem duração de dez meses. Aos jovens que irão ingressar no projeto, muito aprendizado durante o curso, e àqueles que já passaram pelo instituto, sucesso, pois esse é o maior presente que poderíamos dar a Luciano Barreto Júnior.

Compartilhe com seus amigos

Todas as notícias